Qual a relação entre o Cloud Computing e a comunicação na sua empresa?
junho 12, 2017
6 desafios do gestor de TI em qualquer empresa
junho 26, 2017

Você conhece os riscos aos quais sua estrutura de TI está exposta?

Mesmo sabendo que a tecnologia vem ocupando um papel cada vez mais importante no meio corporativo, nem todas as empresas possuem, de fato, uma área de TI bem estruturada e atualizada para se proteger dos riscos que este ambiente pode trazer ao negócio.

Conhecer os riscos aos quais a estrutura de TI de uma organização está exposta é fundamental para que haja uma preocupação em proteger a empresa e seus colaboradores de uma série de problemas, que causam desde pequenos contratempos até grandes prejuízos, levando, inclusive, um negócio ao fim.

Neste artigo, vamos abordar os principais riscos aos quais a estrutura de TI de uma empresa está exposta, com dicas de como protegê-la. Boa leitura!

Lentidão na entrega dos serviços e sistemas

Este é um dos problemas mais comuns nas empresas, e motivo da maior parte das reclamações dos usuários. O problema da lentidão é que ela é a apenas o sintoma, e descobrir a causa nem sempre é tarefa fácil.

São diversos os fatores que causam lentidão nos recursos de TI, e podem estar relacionados a hardware, software, rede ou até mesmo um fator externo.

A melhor forma de descobrir a causa de um problema de lentidão é pela tentativa e erro, procurando minimizar ao máximo o impacto aos usuários durante a fase de identificação e correção do problema.

Incidentes e indisponibilidades

Todo recurso de TI está sujeito a incidentes que, muitas vezes, podem lhe deixar indisponíveis para uso. Porém, quando não há um trabalho efetivo de monitoramento e manutenções preventivas desses recursos, o risco deste tipo de problema ocorrer se torna muito maior.

Quanto maior a dependência de uma empresa sobre um determinado recurso de TI, maior deve ser a atenção destinada a ele.

Fazer manutenções preventivas de forma regular, seja a nível de hardware, software ou serviços, aumenta a vida útil dos recursos de TI e reduz de forma considerável o risco de incidentes que possam causar algum prejuízo ao negócio.

Segurança da informação comprometida

A segurança da informação tem sido uma das maiores preocupações na área de TI nos últimos anos, e responsável pela maior fatia do orçamento destinado a TI em grandes organizações.

Esta preocupação não é em vão: no ano de 2015, o McAfee Labs, área de pesquisa de uma das maiores empresas de segurança cibernética do mundo, registrou mais de 54 milhões de ataques a redes apenas no primeiro trimestre do ano.

Muitas organizações não fazem ideia do volume de ameaças aos quais estão expostas, mas a preocupação com sistemas de segurança, como firewalls e antivírus, é fundamental para minimizar os riscos e evitar graves prejuízos ao negócio.

Outros incidentes e desastres naturais   

Além dos incidentes originados pelos próprios recursos de TI, seja por mau uso, desgaste ou defeitos de fabricação, ainda existem outros riscos associados que podem comprometer o funcionamento e a disponibilidade do ambiente.

Toda empresa está exposta a ameaças, como furtos e desastres naturais. O problema destes desastres é que, normalmente, eles inviabilizam completamente a disponibilidade do recurso. Portanto, é fundamental que a organização conte com um plano de recuperação imediata, com um backup atualizado dos dados e equipamentos de contingência para substituir aqueles roubados ou danificados.

Problemas de compliance

Compliance significa estar de acordo com a legislação e normas vigentes para o segmento de negócio em que a empresa atua – e, muitas vezes, a TI tem um papel fundamental na aplicação e acompanhamento destes processos.

Não estar atento a estas questões expõe a empresa a um risco desnecessário, como uma fiscalização que pode identificar irregularidades até mesmo desconhecidas pelos gestores, somente pela falta de acompanhamento.

Para garantir que a empresa esteja atendendo a todas as normas e legislações que lhe dizem respeito, primeiro, é importante que se realize uma auditoria no software de gestão, de forma a certificar o compliance em relação a questões fiscais e tributárias.

Posteriormente, a empresa pode implantar soluções de gestão de processos para garantir que toda a sua rotina esteja de acordo com as normas vigentes e melhores práticas de mercado.

Estruture sua TI e minimize seus riscos

Uma área com estrutura de TI seguindo padrões e recomendações das melhores práticas de mercado é uma das melhores maneiras de conhecer os riscos aos quais o ambiente está exposto e, principalmente, saber como protegê-lo.

Da mesma forma, é preciso conhecer as principais tendências do mercado para manter o ambiente sempre atualizado e garantir a competitividade do negócio.

Utilizar soluções modernas em cloud computing, por exemplo, além de minimizar os riscos mencionados neste artigo, levam o negócio a outro patamar e abre um leque de novas oportunidades para a empresa crescer e alcançar novos horizontes.

E você, como faz para minimizar os riscos aos quais a sua estrutura de TI está exposta? Deixe seus comentários e até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *